Presépio

17.50

Presépio elaborado em barro pelo artesão Edmundo Sousa.

Esgotado

REF: 1343 Categorias: ,

Descrição

O Presépio representa o nascimento de Cristo, e constitui um dos motivos mais notórios da estatuária
portuguesa.

A palavra “Presépio” tem origem no hebreu, significando “manjedoura” ou “estábulo”. As primeiras
imagens que representam a Natividade, e em que figuram Jesus, Maria e José, encontram-se desde o
século VI, em mosaicos, no interior de igrejas e templos.

São Francisco começou a divulgar a ideia de criar figuras de barro que representassem o acontecimento,
construindo em 1223 o primeiro presépio. A partir dessa altura, a ideia passou para os conventos e
casas nobres, com representações cada vez mais luxuosas, algumas consideradas autênticas obras de
arte. Num processo de mimetismo, e com as adaptações necessárias às posses de cada casa, os
presépios foram-se tornando mais vulgares, mais simples, mais populares. Ao mesmo tempo, foram-
se-lhe acrescentando mais figuras: o burro, a vaca, os reis magos, pastores, ovelhas, anjos…

A verdade é que, para Portugal, surgem documentados presépios, ligados a instituições religiosas, no
século XVI. A sua generalização acontece no século XVII, sofrendo um forte desenvolvimento no período
Barroco, em que grandes barristas como Machado de Castro e António Ferreira executam alguns dos
mais ricos e belos exemplares hoje preservados. No século XIX, o presépio começou a ser objecto da arte
popular, caindo em desuso a criação destes presépios monumentais.

Informação adicional

Peso 1.135 kg
Dimensões (C x L x A) 10 × 13 × 15.5 cm

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Presépio”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *